Participação na 'NPE 2018' revela interesse dos americanos pelos produtores de moldes portugueses

Voltar à listagem

A Indústria Portuguesa de Moldes esteve representada naquela que é a maior feira realizada nos Estados Unidos dedicada à indústria de plásticos e sua cadeia de valor, a 'NPE 2018'. A CEFAMOL fez-se acompanhar no certame, que decorreu entre os dias 7 e 11 de maio, por doze empresas do sector, criando uma extensa área de exposição nacional no espaço do certame dedicado à produção de moldes.

"De uma maneira geral, a feira correu muito bem", explicou, em jeito de balanço, Manuel Oliveira, secretário-geral da CEFAMOL, adiantando que, para a generalidade das empresas nacionais, "esta participação foi geradora de novos e interessantes contactos, sobretudo no mercado norte americano, mas também em países da América Latina que, apesar de em menor quantidade, também se fez representar na feira".

Foi, no entender do responsável, "notório o interesse demonstrado pelos americanos na oferta da indústria portuguesa", tendo sido também evidente que "Portugal se assume como uma opção muito interessante enquanto fornecedor de moldes".

Agora, sublinha Manuel Oliveira, é necessário corresponder a esse interesse e incrementar a presença portuguesa no mercado americano. "A partir daqui, será necessário pensar e desenvolver mais iniciativas, seja individualmente (por cada empresa), seja coletivamente, de forma a aumentar ainda mais a nossa visibilidade e notoriedade neste país", sustenta o responsável. "É um esforço que tem de ser feito com um trabalho mais intenso no terreno", frisou ainda.

A 'NPE', que se realiza de três em três anos e que, durante muitos anos se localizou em Chicago, decorreu pela terceira vez na cidade de Orlando. E, a exemplo das anteriores edições, foi um certame com uma dimensão assinalável e recheado de atividades, como palestras, conferências e diversas apresentações. Nesta ação de promoção das competências e capacidades da Indústria Portuguesa de Moldes, acompanharam a CEFAMOL as empresas AES Moldes, Dexprom, E&T, Geco, JDD Moldes, Moldes RP, Moldit, Moldoeste, Moldoplástico, Socem, Tecnifreza e Uepro.

Esta participação, segundo a CEFAMOL, insere-se na aposta que tem vindo a ser feita naquele mercado ao longo dos últimos anos com a presença nacional em diversos eventos e certames locais. "Aquele que é um dos maiores mercados mundiais de moldes apresenta sinais de crescimento e de geração de novos projetos", refere a Associação. Esse crescimento é visível, por exemplo, nas exportações nacionais do sector, sendo os EUA, atualmente, o sexto maior mercado para as empresas portuguesas de moldes.

Agenda