Esta plataforma utiliza cookies de terceiros para melhorar a experiência do utilizador e os serviços que prestamos. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização.

Estreia na 'Expo Plasticos Guadalajara' satisfaz empresas nacionais

Voltar à listagem

Saldou-se pela positiva a participação coletiva, liderada pela CEFAMOL, na feira 'Expo Plasticos”, que decorreu entre 7 e 9 de novembro, na cidade de Guadalajara, no México.

 

Foi a primeira vez que a Associação participou nesta que é considerada a segunda maior feira dedicada à indústria do plástico no mercado mexicano, fazendo-se acompanhar nesta deslocação por seis empresas: Batista Moldes, Frumolde, Mexportools, Portutecmo, Prifer e VL Moldes.

 

No final, as empresas mostraram-se satisfeitas com a presença no evento, segundo conta Patrício Tavares, da CEFAMOL, que acompanhou esta participação: "As expectativas da delegação nacional não eram as mais elevadas, não só por ser uma feira de menor dimensão em relação à normalmente realizada na Cidade do México, mas também por ser a primeira vez em que promovíamos o certame no âmbito do projeto de internacionalização da Associação", explica, não havendo por isso histórico de comparação para a maioria dos participantes.

 

Apesar de um primeiro dia de certame com menor afluência, os dias seguintes foram bastante diferentes, tendo aumentado o número de visitas e a sua qualidade, sendo possível estabelecer contactos com potenciais clientes locais e internacionais, que apresentavam projetos de elevado nível técnico.

 

Patrício Tavares revela ainda que assim como na principal feira do sector no México, a 'Plastimagen' , diz, a "Expo Plasticos agrupa em si toda a cadeia de valor da indústria, tornando-se um polo comercial e de relações públicas para as empresas mexicanas, empresas oriundas de países limítrofes e potenciais investidores no mercado". Derivado da Plastimagen fazer uma pausa a cada três anos, a CEFAMOL decidiu apostar na participação neste evento. "Entendemos ser necessário procurar alternativas de promoção no mercado, sendo esta feira uma das mais conceituadas, num mercado onde florescem anualmente várias iniciativas do género".

 

A presença no certame procurou "manter a abordagem contínua e coerente ao mercado por parte da indústria nacional de moldes, alternando as abordagens em várias frentes, para manter e fortalecer relações comerciais já existentes, promover novos contatos e identificar oportunidades de negócios".

 

Finda a feira, conclui-se que "não há sombra de dúvida que o mercado mexicano é dos mais apetecíveis no momento", destacando-se como fatores principais "a proximidade com os EUA e o crescente número de investimentos no país por parte das principais OEMs e fornecedores de primeira linha da indústria automóvel".

 

A CEFAMOL considera ser este um mercado de aposta, mas com especificidades próprias, onde a distância geográfica e a necessidade regular de contacto com as empresas locais são fatores a ter em consideração, não esquecendo a sempre requisitada assistência pós-venda por parte das empresas com quem se trabalha. As empresas nacionais deverão ter estes elementos em conta na abordagem ao mercado, onde a realização regular de visitas e contactos ou a colaboração com parceiros locais pode assumir grande preponderância. 

Agenda