Esta plataforma utiliza cookies de terceiros para melhorar a experiência do utilizador e os serviços que prestamos. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização.

Conferência dá conta da importância da gestão de informação no processo produtivo

Voltar à listagem

"A gestão da informação no processo produtivo de cada empresa é um problema pertinente dos dias de hoje e a forma como a indústria a implementar e trabalhar é que vai permitir a sua manutenção, com competitividade, no mercado". Quem o defende é Bruno Sousa, da TCA, empresa que, no dia 14 de novembro, protagonizou a conferência 'Gestão do ciclo de vida do produto na indústria de moldes'. O evento, organizado pela CEFAMOL decorreu no Centro Empresarial Marinha Grande, inserindo-se no conjunto de conferências que a Associação promove no mês de novembro, destinada aos profissionais do sector.

 

Para além de Bruno Sousa, foram oradores João Rino e João Gonçalves. Os três apresentaram a solução 'Windchill' que a TCA disponibiliza para o sector e que, conta Bruno Sousa, está já a ser adotada por várias empresas produtoras de moldes.

 

Esta tecnologia, explica Bruno Sousa, permite "ter conectado tudo o que diga respeito ao processo e à recolha de informação em tempo real", assegurando redução de tempo e ganhos de competitividade. O responsável lembrou ainda que, pela sua importância, o "tratamento de dados é o 'petróleo' da nossa década".

 

"Os clientes procuram hoje mais inovação com elevado grau de exigência, mas menos complexidade e preços mais baixos", frisou, considerando que uma gestão eficaz no tratamento dos dados permite alcançar esse desígnio mantendo o mais importante e que é diferenciador no processo: a qualidade.

 

"Temos as empresas bem equipadas, seja a nível de tecnologia, seja de bons recursos humanos. O que falta? A comunicação da informação", sublinhou.

 

João Rino apresentou, então, o 'Windchill' como "a ferramenta que vai permitir às empresas melhorar o desempenho e produzir mais rápido". Enunciou as vantagens desta solução, destacando "a poupança de tempo na conceção e desenvolvimento do produto" uma vez que "as pessoas deixam de perder tempo à procura da informação", uma ligação completa às fases de produção que "possibilita ter todos os dados ligados de forma a que o processo se adapte sempre que há alterações" e ainda a possibilidade de "engenharia colaborativa", ou seja, que mais do que uma pessoa possa estar a trabalhar, em simultâneo, na mesma peça.

 

Coube a João Gonçalves fazer a demonstração prática do funcionamento da solução, demonstrando toda a integração, a gestão do fabrico e a rapidez na comunicação.

 

No final, muitos dos técnicos presentes na ação colocaram questões práticas, levantando até a necessidade de aplicar esta solução a outras fases do processo produtivo que não apenas a conceção e o projeto. Em resposta, João Rino considerou ser "fundamental" começar por esta fase, assegurando, contudo, que o 'Windchill' continua a ser trabalhado de forma a "continuar a integrar soluções, de forma a dar resposta às necessidades das empresas".

Agenda