Esta plataforma utiliza cookies de terceiros para melhorar a experiência do utilizador e os serviços que prestamos. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização.

Mini MBA desenhado à medida reforça o papel da 'Pessoa' na Indústria de Moldes

Voltar à listagem

A Indústria de Moldes vai dispor de um mini MBA (Master in Business Administration) que vai realizar-se entre janeiro e maio do próximo ano. As inscrições já estão abertas, no portal da Pool-Net, decorrendo até dia 15 de dezembro, sendo a seleção de formandos realizada até dia 22 de dezembro. O Curso será lecionado em inglês.

 

undefined


Designa-se por “Mini MBA – Human Centered Manufacturing”, e foi pensado e desenhado à medida da indústria de moldes e plásticos, tendo como grande propósito valorizar os recursos, de forma a colocar a Pessoa no centro da instituição. Resulta de uma parceria entre o Cluster Engineering & Tooling e a Universidade de Manchester (Reino Unido), em colaboração com a Consultora IBC (International Business Consulting) e procura reforçar as competências de gestores, team leaders, diretores de área das empresas (como produção, qualidade, inovação, projeto, entre outras). Está, por isso, vocacionado para profissionais com formações e experiências diversificadas e provenientes de diferentes áreas de atividade.

 

A apresentação desta inovadora 'ferramenta' para a indústria foi apresentada no passado dia 24 de novembro, data em que foi também assinado o protocolo entre as três entidades promotoras, nas instalações da incubadora OPEN, local onde decorrerão as aulas. A turma terá, no máximo, 25 alunos.

 

Com esta formação, explicou Rui Tocha, da Associação Pool-Net que gere o Cluster Engineering & Tooling, "pretendemos desenvolver competências de gestão face aos crescentes desafios do futuro". O programa de formação foi "desenhado à medida" das necessidades do sector, pretendendo "olhar para as pessoas da organização e fazê-la crescer com pessoas mais felizes e realizadas. Ou seja: uma nova cultura adaptada para a liderança". O mini-MBA não terá nenhum tipo de apoio de programas públicos ou outros. "Esperamos que as empresas vejam a qualidade e importância e queremos que seja a satisfação das pessoas a permitir a continuidade do projeto", sublinhou Rui Tocha.

 

Terá um total de 120 horas, decorrendo às sextas-feiras e sábados, e dividindo-se por seminários (a cargo de professores da Universidade de Manchester) e módulos (a cargo de professores nacionais). Entre janeiro e maio, o mini-MBA abordará temas tão diversos como 'o novo ambiente organizacional e o ser humano na indústria', 'tecnologia e Indústria 4.0' e 'inteligência emocional', entre outros.

 

Para João Faustino, Presidente da CEFAMOL e da Pool-net, este mini-MBA "vai permitir dotar as empresas e os seus colaboradores de maiores competências para os desafios que temos pela frente".

 

Paulo Bártolo, da Universidade de Manchester destaca que este mini- MBA "tem um potencial enorme", afirmando que os professores de Manchester, pertencentes ao Grupo de Produção e ao Grupo de Gestão de Projetos, "são pessoas com forte experiência industrial e neste tipo de cursos". "Queremos realizar projetos com a indústria", sublinhou o professor, citando, a título de exemplo, a experiência que a Universidade de Manchester tem na realização de parcerias para formação de quadros por todo o mundo.

 

Artur Ferraz, da IBC Consulting, sublinhou a pertinência do tema escolhido para o mini-MBA, considerando que "a ética, as competências emocionais, os recursos humanos e a nova forma de olhar a liderança, bem como a gestão das novas gerações e a preparação da organização para as mudanças do mundo e a sua adaptação são os temas-chave na preparação das organizações para o futuro".

 

Agenda