Esta plataforma utiliza cookies de terceiros para melhorar a experiência do utilizador e os serviços que prestamos. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização.

Empresas nacionais dão nota positiva aos “Automotive Meetings” de Madrid

Voltar à listagem

Foi "muito positivo" o balanço da participação nacional nos 'Automotive & Manufacturing Meetings' de Madrid, que decorreram nos dias 26 e 27 de junho, conta Patrício Tavares, da Associação Nacional da Indústria de Moldes (CEFAMOL).


      


Foram sete as empresas que acompanharam a CEFAMOL neste evento (AES Molds, Expomold, Itecmo, KLC, Pearlmaster, Planimolde e VL Moldes). Segundo Patrício Tavares, os resultados foram bastante apreciados pelos participantes pois, "por um lado, o número de contatos por empresa foi considerável e, por outro, a qualidade da maioria justificou a presença no certame". O responsável adianta que "esta avaliação só é possível graças ao facto das empresas terem abordado o modelo desta iniciativa da forma mais correta, não ficando 'presas' à agenda de contatos confirmados, mas indo também à procura de potenciais clientes presentes no evento, nos horários em que não tinham reuniões agendadas".


    


Segundo o representante da CEFAMOL os 'Automotive & Manufacturing Meetings' de Madrid são "um modelo híbrido que aglomera em si o que há de melhor nas feiras tradicionais e nos encontros bilaterais". Ou seja, "por um lado as empresas têm um espaço físico onde podem reunir e onde podem ser contactadas, mas por outro, já têm uma agenda de contactos definida no início do evento". Esta forma de organização, sublinha, "permite às empresas gerir melhor o seu tempo, não só com as empresas confirmadas na sua agenda, mas também com os potenciais contatos diretos que podem efetuar com outras empresas presentes no certame".


      


E nesta edição, marcaram presença empresas OEM´s, fornecedores de primeira e segunda linha, assim como fornecedores de serviços complementares. "Apesar de vermos muitas empresas espanholas, era grande a presença de empresas multinacionais, de forma direta e indireta (por intermédio de agentes)", explica, contando que as empresas nacionais tiveram oportunidade de contactar com organizações que prestam serviços de injeção de plástico no mercado espanhol.

Agenda